El Marronzito

Até que não foi tão ruim…

Deixe um comentário

Se 2016 fosse uma pessoa que procurasse uma cartomante, provavelmente não ficaria muito feliz ao receber as previsões sobre o futuro. É óbvio que 2016, que ainda não acabou, é um daqueles anos complicados. Politicamente, o Brasil está em frangalhos. Qualquer previsão sobre o futuro do país é leviana, e tenho certeza que os roteiristas de House of Cards mordem os cotovelos quando leem notícias da nossa política. Em todo caso, a vida segue, certo? Meu ano também não começou muito bem, mas, aos poucos, a coisa foi melhorando. Apesar dos pesares, cá estou com 17 fotos que marcaram o meu 2016. Reclamar? Não posso. Esto vivo, com saúde, minha mãe está bem, os projetos que tinha em mente logo devem se concretizar, os boletos estão pagos (com muito custo) e, apesar de alguns laços que se afrouxaram, outros vieram. E vamos parar de papo e ir ao que interessa:

Por 17 vezes 2016

2n7a0697

Sr. Simpatia

A fotografia de rua sempre me fascinou. E foi com o espírito de porco que flagrei essa singela cena em Copacabana. E tava bem calor. Alguém falou que se trata do senhor de Up. Sei lá.

2n7a5264

A personagem sem nome

Eu conheci a atriz Giovanna Monteiro no carnaval e como a vida é cheia de voltas, meses depois, estávamos fazendo arte juntos. A primeira vez, foi para o livro novo. A segunda, em um ensaio em Barão Geraldo. Para o ano que vem quero dirigir meus primeiro curtas. Sendo assim, quem acompanha as minhas invenções logo verá a Gica de novo.

2n7a5549

João Guedes como Arthur Portuga

“O senhor ainda joga bola?”. “Sim, eu jogo”. Pronto. Era tudo que eu queria ouvir do Seu João Guedes, um simpático aposentado (raridade no futuro) que topou participar do projeto do livro de contos com fotografias. Com a ajuda de uma amiga, o levei para um campo de várzea para bater uma bolinha e ser fotografado como Arthur Portuga, um dos personagens de “As coisas que nunca contei, mas por sorte fotografei”. Ano que vem a campanha do Catarse vai ao ar. Ano novo, livro novo, mas as ideias malucas não param de pipocar.

2n7a0184-2

The Boss

Criança em casamento sempre rende boas imagens. Nesse caso, temos um pequeno homem falando ao celular enquanto uma menina olha brava para a outra (que faz cara de eita). A legenda é por sua conta.

2n7a0015

Aparelhado

Esse ano conheci lugares fantásticos. Entre eles, está o Aparelha Luzia, ponto de encontro de artistas, ativistas e produtores culturais negros de SP e região. Com uma decoração fantástica, o Aparelha é um convite aos fotógrafos. Ainda quero voltar lá para fazer um evento de Negros Heróis.

2n7a0909

O Jardim Bassoli é um dos piores empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida. Fato. As pessoas foram tiradas de seus lares e foram enfiadas em prédios insalubres que, aos poucos, estão afundando. Como no bairro não há nenhum tipo de aparelho público, não demorou para que o tráfico de drogas tomasse conta da quebrada. É aí que entra o Progen, entidade que há mais de 30 anos serve de opção para a população de três bairros periféricos de Campinas. Esse clique foi feito no Festival do Jardim Bassoli, um evento no qual os educandos mostraram o que tem apreendido no Progen e nos deram a esperança que, apesar dos pesares, é possível ser feliz.

auladois-404

O ano de 2016 me aproximou bastante das causas sociais. Uma delas, com certeza, foi lecionar fotografia para adolescentes da Fundação Casa. Juntos, fotografamos pelas ruas de Hortolândia, SP, e críamos um livro. Um dos momentos mais bacanas do ano, com certeza, foi ver a cara de alegria dos adolescentes ao verem suas fotos impressas. E que eles continuem clicando sempre e, quem sabe, se tornem companheiros de profissão do professor Roniel 😉

2n7a6076

Gi e Felipe

Há um bom tempo, tipo uns 10 anos, fiz ensaio da bela Giovanna Gobbo. Na ocasião, conheci o Felipe, seu namorado. Em 2017, fotografarei o casamento desse simpático casal, mas já esquentamos os motores em um ensaio bacanudo. Acima, uma das minhas fotos prediletas de um dia dos mais legais desse ano que está indo para a cucuia.

2n7a1097

Amém, folia, amém

Em 2016, finalmente tive a chance de participar do Carnaval de rua de SP. E foi épico. Acompanhado de uma galera que entende da arte das fantasias, caí na folia (sem beber Catuaba) e me diverti muito. No último dia de farra, saquei a câmera para alguns cliques. A foto acima foi feita no Bloco do Charanga, da Conceição Discos. Infelizmente, não vou estar em SP no Carnaval de 2017, mas sei que o povo vai representar por mim.

2n7a0659

Mari Flor

Dia de sol, ideias na cabeça e um telefonema: “Mari, vamos fazer umas fotos lá no campo e girassóis?”. Recebi sim da modelo e atriz Mariana Soares. E lá fomos nós sob um sol escaldante clicar. O resultado não poderia ser melhor.

2n7a1277

Ah, o Rio

Há muito tempo eu não ia ao Rio, mas a missão de fotografar o mítico João Black para o livro “Coisas que nunca contei, mas por sorte fotografei” me levou à terra do Zé Carioca. E como não poderia deixar de ser, foram dias maravilhosos. Rever amigos, conhecer novos lugares, tomar um caixote em Copacabana e ainda ter o privilégio de ver o sol se por do ponto mais alto do Morro da Babilônia. Ah, esse Riozão.

2n7a8730

Festa Junina

Estava em SP à toa quando uma amiga me disse “Venha para o arraial Drag Queen do cursinho onde trabalho”. Eu fui. Além de divertido e muito engraçado, o evento foi realizado em um casarão antigo e estiloso. Foi lá que fiz esse clique.

2n7a0516

Asé

Um dois rituais mais belos que tenho fotografado ao longo do tempo é a Lavagem das Escadarias da Catedral de Campinas. Na ocasião, adeptos da umbanda e do cambomblé se reúnem no Sábado de Aleluia para lavar as escadas da principal igreja de Campinas. Apesar da intolerância religiosa quando a pauta são as religiões de matriz africana, seguimos lutando firmes e fortes. Até pra nóis tudo.

2n7a1227

Mãe e sua parceira, Chiquitita

Ano que vem, a Vila Castelo Branco (Vila Bela), bairro onde vivo, completará 50 anos. Como já escrevi muito sobre meu canto nos meus três livros, tive a ideia de fotografar 50 moradores que há muito vivem e ajudaram a transformar a realidade do bairro. Como a minha mãe vive aqui há 47 anos, acabou sendo minha modelo por algumas horas. Ao lado dela, sua mais nova amiga, a vira-latas Chiquitita (que tá aqui mordendo meu pé nesse exato momento, ô peste). Feliz por saber que ano que vem, minha mãe vai estar em um novo livro meu, desta vez com imagem e tudo. Ô sorte.

2n7a5414

Dani Nega, da Cia. Os Crespos

Difícil escolher apenas uma dentre centenas de fotos dos trampos realizados com o pessoal da Cia. Os Crespos,  grupo de atores ativistas que faz teatro preto em Sampa. Eu já os havia acompanhado em intervenções pelo centro da capital, mas dessa vez fomos aos extremos. Teve foto na Cracolândia, na Praça Ramos de Azevedo e no Pombas Urbanas, na Cidade Tiradentes. Apesar de alguns perigos, tudo deu certo e os espetáculos foram maravilhosos. Orgulho e prazer por estar presente nesses projetos.

2n7a0347

São Paulo é Paulo porque Paulo é trabalhador

Em 2016, passei muito tempo na capital. E sempre que posso, fotografo por lá. Esse clique foi feito na Rua da Consolação, bem próximo a um lugar tenso onde tenho uma história tensa (mas to vivão, isso que importa). Não sei se esse homem se chama Paulo e se é trabalhador, mas ela tem uma beleza simples que, de certa forma, me encantou.

2n7a2340

Bárbara Rosa

Para fechar, uma singela homenagem a uma pessoa que passou pela minha vida como um furacão de alegria. Linda, divertida, espirituosa, extremamente talentosa e dócil. Assim era a Bárbara Rosa, cantora da banda do Liniker e os Caramelows, falecida esse ano. Bá tinha câncer, mas não se deixava abater (tanto que pouca gente sabia da doença). Antes dela partir, me mandou uma mensagem via WhatsApp dizendo que faria questão de entregar o CD da banda pessoalmente. A vida não quis, mas eu tenho certeza que um dia a gente se encontra em um lugar melhor (e que as asas de anjo tatuadas nas costas dessa jovem se tornarão reais). Obrigado por tudo, menina. ❤

Fica o meu desejo de um Feliz 2017. Que tenhamos um ano melhor em todos os sentidos. Saúde, paz, alegria, boletos pagos e viagens mil. Obrigado por passar por aqui.

 

Anúncios

Autor: ronielfelipe

Jornalista e Fotógrafo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s