El Marronzito

Sai de retro 2011

17 Comentários

Olha, olha. Os 365 dias do ano chegando ao fim (361, segundo a Dani Albuquerque). Já que frases clichês tornam-se ainda mais corriqueiras nesta época,  me dou o direito de começar esse texto com a expressão “parece que foi ontem”.

Fazendo a minha, a sua e a história de um monte de gente em 2011

Parece que foi ontem que eu estava em casa escolhendo as melhores fotos de 2010 e criando um texto tragável para os leitores do El Marronzito. Como as aparências enganam como o tal Denorex (aquele que parece mas não é), o ontem já foi faz tempo. Dando continuidade as frases criativas, encho meu peito para bradar que o “tempo não pára e tampouco volta” (a não ser que você tenha um Delorean que viaja no tempo).

Aquele menino preto com sua câmera igualmente preta, estudante de Jornalismo e aspirante a não sei o quê, hoje é um homem formado (com diploma que vale menos que uma Bala Maluquinha, ao menos para o Gilmar Mendes), com os cabelos brancos aflorando e as marcas de expressão dizendo que ele logo será um Morgan Freeman.

O tempo voa. E em 2011, ele voou. Voou como o Super Mario de capinha amarela.

Quem me conhece bem, sabe que tenho dificuldade para recordar datas. Na verdade, eu consigo lembrar de coisas inúteis como a canção que a menina mais metida do prézinho cantava na apresentação de final de ano, quando teve um problema estomacal e vomitou no palco, diante todos os pais e convidados.

Até recordo da minha risada maquiavélica (HAahahahahahahahuauauajua).  A pentelha interpretava “Emília”, a música da boneca de pano que aprendeu a andar, após engolir uma pilha Rayovac. Clássico hit da Baby do Brasil, Baby Consuelo.

Bom…melhor parar por aqui com minhas lembranças inférteis. Vai que a menina metida acha meu blog pelo Facebook e me processa por danos morais temporais paradoxais?! Se ela tiver um DeLorean então, sujou.

Hoje, utilizo a fotografia para lembrar do tempo. Para saber de algum acontecimento, recorro aos arquivos fotográficos. “Eu jantei com aquela pessoa x, após fazer o ensaio daquele fulano y”, “Ah. A viagem para comprar muambas no Paraguai foi depois do casamento daquela amiga que dizia que nunca teria um homem ao seu lado” ou “Eu fiz as fotos com a lente x naquela pauta maldita. Então o trampo  foi depois daquele caloteiro me pagar”. E assim vai.

Como o ano está chegando ao fim, nada como reviver o que de melhor houve em 2011 com algumas imagens que marcaram a vida de muita gente, inclusive a minha. Diferentemente do ano passado, a escolha não foi baseada em meses, mas sim pela qualidade das imagens.

Talvez muita gente não concorde, mas o blog ainda é meu e continuo firme e forte como o ditador deste singelo espaço virtual.  Chega de blá, blá, blá antes que alguém diga “Fala muito”.

Eis as minhas principais imagens de 2011:

Dane-se o mundo. O importante é amar

Começando a seleção de fotos com uma verdadeira obra de arte. Sim, arte porque são dois artistas sendo fotografados. Sidney Santiago e Lucélia Sérgio, protagonistas da peça “Além do Ponto”, posaram em um ensaio urbano, cheio de amor, humor e cliques insanos. O cenário de fundo foi o centrão de Sampa. Aqui, os dois bonitos fazendo arte em plena Estação da Sé no horário de pico. Quem não gostou da arte foi o pessoal da segurança da CPTM que me chamou na xinxa. Fui um belo ator para lidar com a situação e sair pela tangente. Dia épico.

Boas vibrações

 A segunda foto é cheia de axé e boas energias. Embora eu seja campineiro, nunca havia acompanhado a tradicional lavagem da escadaria da  Catedral de Campinas. Em 2011, estive lá debaixo de um sol de fritar ovo no asfalto. Dia muito bacana que rendeu imagens das mais interessantes. Mais sobre a lavagem das escadarias aqui ó.

Ah, Buenos Aires

O mês de abril foi marcado pelas férias em Buenos Aires, a charmosa capital da Maradonalândia. Apesar de alguns pesares (como a mambembe tentativa de furto no metrô), a viagem foi ótima e rendeu muita coisa legal. Aprendi muitas lições na Argentina. O fato de ser negro de cabelos enroladinhos em um país sem negros, fez de mim uma celebridade instantânea. Brilhei muito no Boca Juniors.

Na subida do morro é diferente

O outro momento turista japonês (que fotografa tudo e todos) em 2011, se deu no Rio de Janeiro. Difícil escolher a foto predileta do rolê no Morro da Mineira, comunidade pertencente ao Complexo do São Carlos. Lá, me perdi da equipe, andei sozinho por 45 minutos, enchi o saco dos torcedores do Flamengo, usei meu carioquês nativo para lidar com uma saia justa e ainda fui chamado de bicha por uma menina de cinco anos de idade. Ah, também aprendi que as UPPs são pra inglês ver a Copa do Mundo, uma vez que os morros têm “segurança”, mas não tem projetos educacionais e profissionalizantes. Porra, Dilma!Mais do acontecido no texto “Na subida do morro é diferente”.

Olívia, o bebê mais lindo de 2011

E não foi só de marmanjos babões que a fotografia de 2011 foi feita. Teve o ensaio da lindeza chamada Olívia. Olhos claros, sorriso contagiante e muita alegria da pequena mocinha lhe renderam o prêmio de bebê mais simpático dos olhos azuis de 2011. Ela não me mostrou a língua, não me xingou de feio e bobo e ainda foi super gentil com o tio da foto. Tem como não gostar? Mais fotos no post “Pequenas”.

É muito amor

O tal do amor comeu solto em 2011. Presenciei muitos casamentos divertidos, cenas de comoção e muito choro. Também teve muita menina pagando mico e mostrando as calçolas durante o momento do buquet (tarados de plantão, desistam, não vou postar essas fotos). Dentre tantas imagens emotivas, a minha predileta é a de cima. Sob o olhar do anjo Moroni, Thiago e Mariana fizeram juras de amor e se divertiram muito em um mini-ensaio, realizado num templo Mormon em Sampa, Capital. 

O negritão bom de sopapo

 O ano de 2011 também teve muita testosterona no ar. Pela primeira vez, fotografei um evento de MMA. Não teve hadouken, não teve shoryuken, mas teve muita coisa bacana. Taí uma experiência que quero repetir em 2012. Caso você vá sair na mão com seu priminho, me dá um alô. Fotografo numa boa a briga. Inclusive a parte que os pais descem o chinelo na bunda dos brigões.

É u cão!

Um dos pontos altos de 2011, sem dúvida, foi a viagem para a Terra do Tonho Matéria, a Bahia de todos os santos (que ganhou a presença beata do São Roniel). Estive lá para fotografar a americana Ciera e o jamaicano Gauntlet, mas também  tive meus momentos turistão. Quem ainda não viu ou quer matar as saudades da terra do Cumpadi Washington, é só clicar aqui, ó. Menção honrosa pra esse click aqui: http://www.flickr.com/photos/roniel/6255884775/in/photostream

Ai, ai, se eu te pego…tá bom. Parei

O ensaio mais quente de 2011 ficou por conta da minha querida Débora Teixeira. Luz natural,  amizade natural e suco artificial fizeram parte da seção de fotos para lá de descontraída. Dentre as imagens mais bacanas, selecionei essa da silhueta dos pés pititicos da querida Dé. 

Muqueta da Água

Era calor, muito calor. Então, tive a ideia (não original) de brincar com água e fotografia. Para tanto, convoquei as corajosas (e loucas) amigas Camila Picheco e Ly Park. Foram horas de muita diversão, na qual destilei todo meu veneno nas minhas modelos. “Joga água na cara dela com força. Vai, sem dó”, dizia enquanto me escondia covardemente atrás da minha câmera e de plásticos de proteção. Meu incentivo deu certo. Fotos aqui.

Ajudar que é bom, nada

Pauta bacana, deliciosa e nutritiva. O que mais um repórter pode querer da vida? Assim foi o trampo realizado pra Raça Brasil sobre a Feijoada, o prato mais brasileiro do Brasil brasileiro. No início, propus ao editor apenas um ensaio, mas o danado me fez pesquisar tudo sobre o rango que o Pedrão, amigo do Zé Carioca, prepara com maestria. Por fim, além das fotos produzidas durante a feitura da Fejuca na Fazenda Roseiras, rolou um texto super bacana. Olha ele aqui, pessoal.

Roda a saia, nega

Não sei quantos ensaios produzi em 2011, mas tenho certeza que a foto mais bacana é esta acima. Camilinha Petit, strobist, por-do-sol e aquela bagunça em plena pedreira do Jardim Garcia, Campinas. Mais fotos no post “Pequenas”.

Amizade é isso aí

Num dos posts mais recentes e que levou muita gente ao choramingo, falo um pouco da alegria de ter fotografado o aniversário de 80 anos da simpática Dona Carminha. Foto pra lá de especial que nos faz questionar o que realmente importa nessa vida e quem estará ao nosso lado quando nossos fios de cabelos forem mais brancos que a barba do Papai Smurf. Pense nisso e leia aqui.

Quijauá

Nesse ano, como de costume, fotografei muito sobre a cultura negra. Uma das fotos mais bacanas e que fez muito sucesso entre os manos pow e as minas pá, foi esse retrato da querida Naya. Toda de branco e sorridente como sempre, a pequena posou para uma seção de fotos para o portal Quijaua, do meu brother Banto Palmarino. Também molhamos a pequena criança sapeca. Mais do dia, aqui, ó.

Se o meu fusca casasse

O ano de 2011 teve várias mulheres de branco (enfermeiras, fisioterapeutas e fãs da Skol Sensation). Entre as minhas fotos prediletas, há a foto de uma noiva. Neste caso, trata-se da simpática Eri, que ao lado do seu hombre Rick, protagonizou um dos casamentos mais bacanas e emocionantes da temporada. E como esquecer da dramática história do sapo assassino? Quer saber mais sobre? Então clique aqui e ria impiedosamente.

O mito

Essa foto é pra lá de especial. Se trata do mito, o único e topo-poderoso João Black. Conheci essa figura durante a festa dos 10 anos do Viva Favela, realizada no não menos épico Circo Voador, no Rio de Janeiro. Conheça o Michael Jackson do Morro do Arará aqui e veja as fotos do show aqui

Emoticon de coração aqui

E olha o casal 20 do ano de 2011 reaparecendo entre as mais mais. Por quê? Porque tiveram a genial ideia de fazer sua e-session em um parque de diversões. Além de render fotos ótimas, como a de cima, a ideia também agradou o moço da foto que andou de carrossel, comeu maçã do amor e ganhou um beijo de uma moça após conquistar um urso de pelúcia ao derrubar todas as latinhas com um tiro de espingarda. Tá bom. É quase tudo mentira, mas que foi divertido, isso foi.

Bem, acho que é isso aí.

Em 2011, foram quase 25 mil cliques dos mais variados.  Porém, ao rever parte desse material, encontrei uma imagem que não recebi sequer uma Dilma para produzir, mas encheu meu coração de riqueza. Eis a minha foto predileta de 2011.

Quem é que não quer um abraço assim?

 “Bah, Roniel. Essa imagem não tem técnica, tem uma edição porca e o cenário está todo bagunçado”, diz você, leitor insensível que não chorou no final do E.T. – O Extraterrestre.

E daí? Ela foi feita numa reunião de amigos. A moça da foto é a Carolina Rizzi. O rapaz é o Rodrigo Reis, que em um ato de covardia de dois seres humanos desprezíveis, perdeu o movimento das pernas. Eu tenho a mania de não apagar do meu celular as mensagens velhas e marcantes. Uma delas, datada de 14/05/2010 diz que a bala que atingiu nosso amigo, não lesionou sua coluna ele pode voltar a andar futuramente. A reli esse dias e lembrei dessa foto na hora.

Hoje, o Reis tem se esforçado para chegar lá e tem contado com pessoas que lhe amam bastantão. Essa foto, feita meio que sem pretensão, sem ninguém posar. Foi apenas um clique que diz muito. Um clique que me fez pensar o quão é importante e grandiosa  a vida diante nossos mimimis e chororôs egoístas. Mais uma lição ensinada por essa coisa mágica chamada foto, que tem me sustentado e me trazido muita coisa boa.

E que tenhamos abraços sinceros como este em 2012, 2013, 2014, 2015…

Paz aí meu povo. Obrigado por lerem meu blog e acompanharem meu trampo.

Se Deus quiser, estamos de volta com a mesma cara de madeira em 2012 (se o mundo não acabar, é claro).

Feliz tudo a todos.

Anúncios

Autor: ronielfelipe

Jornalista e Fotógrafo

17 pensamentos sobre “Sai de retro 2011

  1. Caraaamba que fantastico! Retrospectiva linda, marcada por fotos mto expressivas. Curti demais o em breve: Morgan Freeman. hahahaha
    e que tenhamos mto tudo nesse proximo ano e principalmente a entrega e a sinceridade desse abraço imenso dessa foto despretensiosa. parabens pelo olhar!!

  2. Engraçado isso de retrospectiva…a gente ve uma foto..e lembra do posto todo!rs
    Feliz tudo pra nós todos! ebaaa

  3. kkkk “Ai ai se eu te pego” foi o melhor do melhor Ronelitooo!!! Parabéns pelos trabalhos de 2011, realmente merecem todos os elogios, pois ficaram fantásticos… alguns eu pude acompanhar de pertinho!!! Maneirissimo… te admiro muitão… e que seja ainda melhor em 2012…

  4. 2 palavras: MUITO ORGULHO

  5. Meo!!!! Rir e chorar com vc é muito bom!!!
    Dentre as amizades q fiz este ano, a sua esta no TOP FIVE!!
    bjokas Prof!! E no planejamento 2012, o inicio das nossas aulas, caso vc tenha tempo, já estão programadas!!!
    Mais bjos!!!

  6. Parabens Roniel, pelas lindas imagens que enchem nossos olhos e mensagens que fazem refletir e repensar pra onde a vida nos leva… bjoo

  7. Adorei , esta super criativa e linda.. essa pagina! Parabens..Ro

  8. Essa retrospectiva foi muito boa, mostrando seu ótimo trabalho misturando a sensibilidade com o dom do fotografo de fazer valer a frase “uma imagem vale mais que mil palavras”.
    Um feliz natal e um ótimo ano novo!

  9. Belo post, você passa muito bem as emoções que envolvem a bela arte da fotografia. Que venham mais desses momentos em 2012! Abraço

  10. Demais, Roni!!!!
    Parabéns!!! Que o sucesso continue em 2012, 2013, 2014, 2015…
    Beijão
    Saudade

  11. Texto cheio de sentimentos como este estão em falta nos dias de hoje. “Parece que foi ontem” que conheci esse Marronzito e, de lá pra cá, cada dia mais admiro seu trabalho. Espero que em 2012 possamos nos encontrar mais que em 2011! E, com toda certeza, sua melhor foto deste ano é o casal no chão da Sé. Aquilo foi incrível! parabéns, que 2012 venha cheio de grandes desafios e com muito sucesso pra você!

  12. Ahhh Roniiii vc é maraaa admiro muitão o seu trabalho e que venha 2012 para novosss rumosss e novos trabalhos Parabéns super master sucesso sempre!!!

  13. Opa,

    beeelas fotos rapaz. Se adivinhar qual eu gostei mais ganha um doce. Tá, mentira, mas preciso falar com vc depois.

    Que venham mais trampos bacanas em 2012 Roniel. E essa última foto do abraço é daquelas que eu queria (muito) ter feito.

  14. 🙂 Amei a descrição da foto do Reis e da Carol, realmente essa foto tem muita coisa boa, boas lembranças e muitos sentimentos verdadeiros… Parabéns pelo talento, sempre e muto sucesso em 2012!

  15. Não me canso de dzier, amazing Roniel!
    Como futura “bridezilla” as fotos dos casórios são as minhas preferidas, só é impossível escolher a mai linda.

    Que 2012 seja ainda melhor para você, Roni!

    Beijo!

  16. Que lindo, as fotos são demais! Adoroooooo

  17. eu cho qe nao comentei aqui pq nao compartilhei sua escolha de fotos
    nao gosti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s