El Marronzito

O negritinho da escada lavada

18 Comentários

Mãe

Antes de me infiltrar secretamente em um país do continente gringolandês, nada como se envolver fotograficamente com coisas que têm muito a ver com o meu passado. Afinal, apesar de ser considerado moreninho para algumas pessoas, quando me olho no espelho, me vejo negro. Eu até diria negrão, mas quando vejo os caras da NBA ou o Anderson Silva (calado) eu me contento em ser um negritinho. Bah, não importa, negritinho ou negritão, eu sou negro. Sendo assim, no Sábado de Aleluia, ao invés de encher o Judas do Bolsonaro de Shoryukens, fui fotografar pela primeira vez a Lavagem da Escadaria da Igreja Nossa Senhora de Conceição de Campinas, mais conhecida como a Catedral.

Bate forte o tambor, eu quero é tiqui-tiqui-tiqui-chiquititás

Na missão, tive a companhia do amigão Bruno Silva, que por sua vez, teve a companhia de sua senhora, a brasiliense fã de Star Wars, Illana Neves. Também reencontrei muita gente bacana como amiguinhos de faculdade e todo o povo preto que não deixa a coisa ficar preta pra cultura preta de Campinas City.

O engraçado é que depois que o sujeito passa a (sobre) viver de fotografia, raramente ele se dá ao prazer de fotografar por puro prazer. Se tem dinheiros da Dilma no meio, “tamo junto”, mas do contrário, nem sempre dá pra trocar o trabalho rentável pela simples diversão, embora ambos sejam feitos prazerosamente. Fotografar é gostoso como o show do Elymar Santos para aquela tiazona que “morre” pelo sujeito. Não importa a situação. É gostoso e pronto.

Muitas crianças bonitas com chapéu de marinheiro

Além das fotos da 26ª edição da lavagem das escadarias da mais tradicional igreja de Campinas, fiz fotos das apresentações diversas que envolvem a cultura negra: o povo das religiões de matrizes africanas, a galera do tambor e o meu amigo mestre TC e seus pupilos da fantástica Orquestra de Tambores de Aço da Casa de Cultura Tainã.

Bruno e Illana observam o mundarel de gente de branco

Enfim, gostaria de poder fazer mais vezes esse tipo de rolê (embora eu já tenha planos capitalistas para o uso de algumas fotos). Àqueles que não aguentam a ficar meses longe desse blog (até que eu saiba, eu e mais duas ou três pessoas), saibam que vou dar uma viajada de mini-mini-mini-férias, mas volto em uma semana para continuar minha viagem na maionese.  Abraços para quem fica.

Axé pra tudo nóis.

Ronin

O Orixá do terreiro e o arranha-céu

Olodum tá rico, Olodum tá podre, Olodum tá régue, Olodum tá roque. Olodum só não tá emo

Olha a lavagem aí, gente. Muito bonito

Brunão recebe benção enquanto é fotografado. Celebridad

Fumar perto de crianças pode Arnaldo? Não pode

A galera da Tainã fez o povo dançar com o Calypso (não é aquela da Joelma, tá?)

Na moda há mais de meio século

O colorido ímpar das religiões de matrizes africanas. Respect

S/C

😉

A cada vez mais bela Layla Xavier, o orgulho da Denise

Eu fotografo porque se fosse pra segurar os vasos, com certeza seria a festa do Sapo Caco

A foto predileta, apesar da superexposição

Anúncios

Autor: ronielfelipe

Jornalista e Fotógrafo

18 pensamentos sobre “O negritinho da escada lavada

  1. Cara essa ultima fecha com chave de ouro.. Ano que vem se precisa de ajuda, tamos aii..
    Lindoo todas as fotos..
    Beijos
    E uma lindaaa viajem, que seja inesquecivell…

  2. Preciso melhorar meu vocabulário, porque meus comentários sempre têm “suas fotos estão lindas”! Mas o que eu posso fazer se elas estão mesmo?!

    Dessa vez foi uma confusão de emoções:

    1. Morri de rir com a legenda das fotos! E era só o que faltava o Olodum estar emo, né?! hihi

    2. Respeito por uma religião que não conheço profundamente, mas que é tão discriminada por aí.

    3. Entendo que você quis conhecer mais da tradição negra, mas não acho que por ser negro você tenha que (detesto “ter que” qualquer coisa) seguir isso ou aquilo ou tenha que deixar de ser x ou y. Mesmo porque eu sou vira-latas, logo, teria que ser ou não teria que ser nada e tudo ao mesmo tempo.
    Ok, surtei! kkkkkkkkkkkkkkk

    Enfim, amei!!!

    Boa páscoa! (é sou cristã, então, é boa páscoa memo, mano! hihi)

  3. Um máximo. É, sim, essencial redescobrir as raízes, que isso sirva de lição pra mim e outras pessoas da pele preta.

  4. LINDAS as fotos Roni!!!!!!!!!!!! Parabéns, pra variar! =)

  5. Mto bom..como sempre!!
    Eu qro chiquititas!!rsrsrs
    olodum emo..rsrsrs

  6. Boa Roniel !

  7. Como sempre, um belo trabalho. Boa viagem e volte rápido !!! Ah, traga mais fotos, mais lindas fotoos !!! Bjoos

  8. Dia bacana, mesmo com o calor etíope. Gostei da referência e muito mais das fotos.
    Ótima viagem, aproveite bastante.
    Abração!

  9. Lindas Fotos!!

    da proxima me chama rs rs!!

    Muito Axe para todos!!!

  10. Minha preferia é a da água no chão, com o reflexo do povo (com a do garotinho “Rá” em segundo lugar, hehe). Deve ter sido interessante. E fotografar, seja por prazer ou por “obrigação”, tá no sangue. Abs.

  11. Queridissimoo
    sentirei sua falta! adoreiii as fotos como sempre!
    parabens
    bjokasssss
    e fica na paz!

  12. Oi, Ronin, tudo bem? Aqui é a Kamunjin, filha-de-Santo de Mãe Dango, uma das idealizadoras da Lavagem. Em primeiro lugar, parabéns pelas fotos. Elas estão realmente maravilhosas, mas tenho uma crítica (construtuva, viu?): faltaram fotos das idealizadoras/realizadoras do evento: Mãe Dango e Mãe Corajacy. Talvez fosse interessante e até mesmo importante contactá-las pra que você pudesse obter informações mais claras acerca do evento (caso lhe interesse, claro…). Mas o fato de você ter tido a disponibilidade e a vontade de estar lá conosco, já foi absolutamente admirável e posso garantir que Mamãe irá adorar ler sua reportagem. Obrigado pela sua companhia na Lavagem, mas ano que vem, esteja conosco conhecendo-nos mais de perto, vai?? Um abraço enorme, Kamunjintanguele

  13. Com muito pesar e muita tristeza que te informo que esse ano de 2010, no Carnaval da Bahia, o Olodum subiu no trio elétrico com a banda RESTART….
    Mas…tirando isso….

    Durante anos, quando ainda morava em Campinas, desci muitas vezes, tocando tambor, na Treze de Maio. Olhar essas fotos e esse povo lindo que é o nosso, salvou minha semana….agradeço de coração!

  14. horivel suas fotos,me desculpe,mais muito mal tirada.

  15. Não pude ir prestigiar a lavagem… mas só pelas fotos, muito bem tiradas pelo meu amigo Ronelito, já estou toda arrepiada!! Quanta beleza!!

  16. Lindas fotos!! Deu até pra escutar o som do batuque e das senhoras cantando!!

    Que lindeza é essa nossa cultura, né não?
    Bonitodemais!

    Beijo,
    Axe!!

  17. Nao te conheço Roni mas adorei as fotos as pessoas precisam aprender a conviver com as diferenças, qualquer diferença, o que aconteceu sabado e tradição que não deve ser esquecida porque são pessoas que mantem uma tradição milenar e merecem respeito.

  18. Salve roniel!

    Muito massa as fotos velho, mas eu já esperava né afinal são suas as fotos!

    é nois!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s