El Marronzito

Morto, vivo, viva o morto

10 Comentários

"1,2,3, 4 e 5 mil. Queremos cerébros com rosquinhas e Plínio Presidente"

“A única certeza da vida é a morte”.

Não sei quem é o pai da frase, mas sei que ele já bateu as botas há muito, muito tempo. Talvez seja o primeiro sujeito em toda a história da humanidade que tenha sofrido uma decepção amorosa a ponto de pensar em se jogar da primeira ponte da história. Talvez tenha sido coisa de algum filósofo que não tinha TV e nem um Playstation 3. Talvez a frase tenha sido proferida por algum coveiro solitário que resenhava com crânios e que acabou sendo plagiado por Shakeaspare.

Certo é que começar um texto com um clichezão é algo de fazer muita gente querer morrer de desgosto.

E por falar em morte, ontem (Feriado de Finados), estive na Zombie Walk, uma Flash Mob (em miúdos, um evento sem sentido algum) que na teoria deveria unir fãs de filmes de terror, vísceras saltantes, sangue jorrando e outras coisas agradáveis como a singela Aretuza, musa internética do momento (a essas alturas, já devem ter percebido que estou escrevendo como alguém sem muita vida).

Na verdade, entre a galera que ama Evil Dead e se traveste de Zumbi, havia emos, cosplayers e um monte de gente que enche o peito do pai de orgulho (e a cabeça de remédios tarja preta). São coisas da juventude. Quando eu era novinho, também fazia das minhas.

Enfim, reencontrei amigos fotógrafo e fiz algumas fotos, além de ter estreado a nova tele. Poucos sustos, ótimas risadas e a certeza de que viver quando se faz o que gosta é muito bom (por mais bizarro que seja).

Eis as fotos, pessoal:

Zombie Druguêsa ou a Laranja Mecânica Podre e Sangrenta

"Se meus amigos de escola souberem, serei zuado eternamente"

Perfeita pra ilustrar embalagem de cigarros "O fumo causa morte lenta"

O estoque de catchup acabou

Marta Suplicy apareceu pra comemorar a vitória política

A coloração verde aretuza é o que está na moda

?

Mais uma criança traumatizada para sempre

Escolha difícil

Se o vento bate, os olhos não voltam mais ao normal

E assim está garantido o futuro dos Zumbis. Let the love rule

 

Anúncios

Autor: ronielfelipe

Jornalista e Fotógrafo

10 pensamentos sobre “Morto, vivo, viva o morto

  1. O evento é um tanto quanto bizarro (mesmo), mas as fotos são ótimas (nenhuma novidade até aqui rs!). Mas a mais incrível é aquela com o garotinho ao fundo!
    Beijos, Roni!

  2. cada foto bacana, rapaz.

  3. Medonhos, eca!
    Parabéns meu veinho, sempre mto talentoso!
    bjokas

  4. q dó daquele garotinho…ta com uma carinha de PANICOOOO…rs!

  5. como diriam aqui na ZL de SP: ‘céééé loooooco!’

  6. Só iria num evento desses pra tirar fotos, only. Participar é um tanto quanto bizarro! 😉
    Bjs

  7. Adoravel!!!! Onde está o cover do Michael Jackson dançando Triller quando se precisa dele?

  8. Ótimas fotos! Adorei, parabéns.
    Beijos

  9. Ronin! Muito bom o texto e as fotos! Gostei muito.

    Abração

  10. sempre mandando bem!
    abraço!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s