El Marronzito

A volta daquele que não foi (e também não almoçou)

14 Comentários

Após um breve período de êxodo bloguístico, cá estou novamente. O regresso ao El Marronzito se dá de maneira mais pomposa  e responsável possível. Afinal, esse singelo post também fala de pessoas que vão mudar (para melhor ou pior) a nossa vida durante os próximos quatro ou oito anos. Se você não faltou das aulas de Moral & Cívica ou  tampouco passou os últimos 48 meses na Ilha de Lost, sabe que falo de Dilma Rouseff (PT) e José Serra (PSDB), os prováveis novos líderes da república das bananas denominada Brasil.

Como no ano passado, fiz parte da turma da imprensa do Fórum Exame, evento organizado pela Revista EXAME (elementar), e que em sua última edição reuniu  membros do proletariado como Eike Batista, o Tio Patinhas brasileiro que ocupa o “lamentável” posto de oitavo homem mais rico do mundo e Henrique Meirelles, manda-chuva do Banco Central, além de empresários de diversas áreas.

Henrique Meirelles discursa enquanto alguns jornalistas dormem. Coisa feia isso

Em 2009, fiz meu debute e caí de para-quedas nesse evento. Graças a gentileza e astúcia do meu “chefe”, fui de camisa e gravata. Faltou muito pouco para Paulo Maluf pedir que eu lhe serviçe uma taça de champagne. Afinal, entre mais de 100 membros da imprensa, eu SEMPRE sou um dos poucos negros. Ou seja, para variar, a imprensa marrom fica de fora dessas festanças. No entanto, tem um monte de garçons e serviçais negros. Ê, Brasil. Mas enfim, voltando ao assunto principal… um ano transcorreu, eu já não uso mais gravata e roupas sociais em eventos que a obrigatoriedade de tais (ul)trajes inexiste. Fazendo uma comparação chula com o primeiro fórum,  duas coisas mudaram:

1-Ano passado comi coisas maravilhosas e chiques. Tive o privilegio de degustar o mesmo papá que o tio Serra e o compadre Maluf. Esse ano, nem mesmo fotojornalistas da organizadora do evento puderam filar bóia. Tudo bem, minha lombriga nem gosta dessas comidas chiques. Se rolasse moela com o ovo frito no prato principal, aí sim eu ficaria bravo.

É bom, mas eu ainda sou mais moela

2-Desta vez participei das alegres e educadas coletivas de imprensa. A definição pode ser: um monte de jornalistas, fotógrafos e câmeras-manos se matando por um espaço. O mais legal é que todo mundo fala ao mesmo tempo quando o entrevistado cede espaço. Aliás, coletivas tem um um charme típico do feudalismo. Primeiro, surge o assessor do entrevistado e já frusta a galera. O menestrel que anuncia a chegada do senhor, já chega falando todo serelelepe “ELE só vai responder cinco perguntas hoje”. Dá até gosto fotografar a cara de buraco negro de alguns profissionais quando recebem tal notícia.  Após o anúncio de seu puxa-saco, pomposamente o oráculo chega e diante a plebe rude jornalística, esboça toda sua graça com respostas muitas vezes tão profundas quanto a letra do último funk do MC Serginho.

Por fim, um monte de gente sai reclamando porque não conseguiu fazer a pergunta. Tem gente que sai com hematomas também, mas pra quem ta acostumado a andar de Metrô nos horários de pico (de pica, para alguns tarados) ou fazer compras de Natal na 25 de Março, nem rola tanto stress. Meu avantajado físico de Louva-Deus me livra de certos maus. Ah, vale lembrar que nem todas as coletivas são assim e nem todos entrevistados são presidenciáveis. Tem fonte que fala, fala, fala, fala até sair sangue dos tímpanos dos réporteres.

Resumuindo, o que não mudou é a realidade desse jovem trabalhador. Eu até poderia pedir pra olhar o carro do Eike Batista e ficar rico com a gorjeta que ele me daria, mas tenho que ser profissional pois falta gente na imprensa marrom. Evento bacana, conheci muita gente legal e aprontei as minhas de sempre. Outra coisa que não mudou em relação ao ano passado: ainda não sei a pronúncia correta…seria Aique ou Eique?

Enfim, eis algumas fotos do glamuroso evento que reuniu empresários para falar sobre o crescimento econômico do Brasil (o tema do evento era “Brasil, A Construção da 5ª Maior Economia do Mundo). Creio que logo chegaremos a tal patamar. Até lá, sigo trabalhando. Às vezes comendo a mesma comida que os homens mais poderosos do Brasil, mas sempre voltando pra casa com o povão que fala cócrete e curte ouvir um pancadão no último e bem freqüentado vagão do trem. Cada um no seu quadrado fazendo o Brasil ficar redondo como o Ronaldo:

Dilma Rousseff. Se ela ganhar, vai ter Rebolation

Quem empurra mais e levanta a mão mais rápido, pode chorar menos

José Serra sorri porque espirro é coisa de porquinho da H1N1

Anúncios

Autor: ronielfelipe

Jornalista e Fotógrafo

14 pensamentos sobre “A volta daquele que não foi (e também não almoçou)

  1. Já estava com saudades das palavras do meu amigo jornalista preferido! Muito peculiar o comentário sobre a gorjeta do Eike (é, eu acho que é Eike mesmo rs)! Beijos, Roni!

  2. (não sei por que raios estava logado com o nome da minha mãe – prazer, Dona Dalva, mãe da Adriana). Hahaha! Desculpa, Roni!
    Beijos.
    ADRIANA (só pra garantir)

  3. Otimo texto !
    e vc tbm dormiu durante o discurso ?
    bjus

  4. Muitooooooooo boa a matéria cara, interessante!!! hehehe

    Como sempre fazendo o jornalismo de uma maneira divertida e descontraída, é isso Roni!!

    Forte abraço,

    Thomaz

  5. Vc só me dá orgulho, não me canso de dizer!
    Esses eventos devem ser no mínimo engraçados… ja trabalhei com política e confesso q não me agrado muito da falta de autenticidade que é peça chave para esse tipo ambiente… fico meio enjoada!
    Bjokas meu veinho!

  6. É, cara…esse é o verdadeiro mundo cão! Por trás de comidas sofisticadas e palavras alardeadas de fervor político e bem-estar social, escondem punhais e esquemas. Adoraria estar lá! Se precisar de um assistente no próximo, avise!

  7. Eu sei que já comentei isso, mas a repetição é oportuna:
    uma vez favela, sempre favela!

  8. 🙂

    menino, vc deixou a dilma apresentável! (espanto)

  9. sempre com ótimos posts ! continue assim velho ! um dia as coisas vão mudar.. e vão ser a partir de ações como essas ! abraços !

  10. Muito bom Roni!

  11. Hahaha! Adorei o “horário de pica, pra alguns tarados”! Demais, Rô. Você faz política parecer divertido! Continue assim. As fotos estão ótimas como sempre. Um beijo!

  12. Ronielson!
    Fica até gostoso ler sobre política 🙂
    Achei uma puta falta de sacanagem você não ter filado uma bóia! –‘
    na próxima entra pra pegar uns docinhos pelo menos huahiahaaiha

    Beijo

  13. No meu domingo “água de salsinha”, ao menos uma coisa capaz de afastar um pouco da alienação imposta pelo trinômio Trabalho-Faculdade-Saudade do Ex.

    Eu ri do vídeo. Não vou pro céu.

    Bj

  14. “Chefe” é o car……. te amo Ronin. Eye Pet mudou minha vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s